Arquivos de sites

ROBÔ QUE SABE ANDAR DE BIKE

Robô mostra que sabe andar de bicicleta melhor que muita gente

Primer V-2 (Foto: Divulgação)

Conheça o Primer V-2, um pequeno robô que esbanja confiança em cada pedalada. Projetado com um único fim – andar de bicicleta -, ele consegue se equilibrar sobre duas rodas e até pedalar relativamente rápido. O protótipo, construído pela fabricante japonesa Dr. Geuro, pode servir como um brinquedo do futuro, além de representar uma excelente iniciativa no ramo da robótica.

O robô pode atingir uma velocidade de até 10 km/h e funciona com a ajuda da força centrífuga exercida pela sua roda dianteira e um giroscópio, responsável por manter o protótipo pedalando em linha reta. Para brecar, ele usa os seus próprios “pés”, assim como fazemos normalmente.

O protótipo pode até ser visto por um lado cômico, diferente do que estamos acostumados a ver em outros robôs. Em especial na forma com que ele usa a bicicleta: o Primer V-2 realiza curvas um pouco desajeitadas, mas mesmo assim consegue se equilibrar em duas rodas.

 

 

Fonte: techtudo.com.br

Anúncios

BIKE SOCIAL NA ONDA TECNOLÓGICA

O Sistema de Bicicletas Sociais (SoBi) foi criado por um grupo de amigos de Nova York

Para facilitar o sistema de bicicletas sociais, um grupo de amigos de New York criou o a SoBi (Social Bicycle System) em que o aluguel é controlado pelo celular. O projeto foi inicialmente idealizado pelo norte-americano Ryan Rzepecki.

O conceito de bicicletas sociais é muito interessante, porém todos os modelos já apresentados precisam de uma central em que o usuário possa retirar a bike. Neste caso, a bicicleta pode ser encontrada em qualquer ponto da cidade com ajuda de um GPS instalado. Assim, o usuário precisa apenas digitar uma senha e facilmente encontrar uma bicicleta disponível.

A bike pode ser usada à vontade, quando o usuário se cansar ele pode simplesmente deixá-la em um poste da cidade e paga somente pelo período que usou. Esta é uma proposta que contribui para a popularização de aluguel de bikes.

De acordo com os criadores do serviço, este é o primeiro sistema que possui autorização, controle e sistemas de segurança ligado à própria bike. O serviço convencional exige que os usuários devolvam as bikes nas estações e pedem cartão de créditos, documentos e comprovantes.

Fonte: exame.com

ENERGIA LIMPA

Com entrada USB, bicicleta permite que ciclistas carreguem aparelhos eletrônicos

Produzido pela empresa Silverback, veículo torna a prática de pedalar ainda mais sustentável

A empresa alemã Silverback desenvolveu uma bicicleta diferenciada e ainda mais sustentável do que as comuns. Equipada com entradas USB, a bike permite que o ciclista carregue aparelhos eletrônicos enquanto pedala por aí.

energia produzida pelos pedais alimenta a bateria de celulares, câmeras fotográficas e aparelhos de GPS, entre outros. A luz dos faróis também é garantida pelo movimento da bicicleta, que está disponível em dois tamanhos diferentes – Starke 1, com 12,5 kg, e Starke 2, que pesa 11,9 kg.

Esse moderno modelo de bicicleta faz parte da nova linha da marca, que é voltada especialmente para ciclistas urbanos.

FREIOS WIRELESS

CABEÇA: Holgar a bordo de sua invenção (FOTOS: Angelika Klein/Saarland University)

Um estudo financiado pela Fundação Alemã de Pesquisa foi fundamental para a criação do primeiro freio eletrônico sem fio para bicicletas. É o que diz uma reportagem publicada recentemente pelo site bikeradar.com. Liderados por Holgar Hermanns, pesquisadores da Universidade de Saarland desenvolveram um sistema em que um sensor, localizado sob a manopla, eliminando o manete,  é responsável pelo travamento das rodas em 250 milissegundos: quanto mais forte ela é apertada, maior é a resposta de frenagem.

Testes mostraram que o mecanismo só falhou três vezes em 1 trilhão de tentativas, ou seja, uma confiabilidade de 99,99%. “Isso não é perfeito, mas é aceitável”, diz Holgar.

Tecnologias sem fio já foram e ainda são utilizadas nas bikes, como o câmbio Mavic Mektronic e os ciclocomputadores. Mas Holgar garante que, dessa vez, a tecnologia poderá ser aplicada em sistemas mais complexos.

Detalhe do protótipo do freio

FABRICANTES ABUSAM DE TECNOLOGIA EM BICICLETAS

Marcas de luxo criam bikes modernas que muitas vezes custam mais que os próprios automóveis

 

 

Reprodução Internet

Specialized Mclaren Venge
A empresa usou a experiência adquirida com os oito títulos no Mundial de Construtores da Fórmula 1 para criar a Venge, uma bicicleta que pesa apenas 2 kg, mas custa R$ 30 mil. Trata-se da bike com o visual mais arrojado das quatro opções. Repleto de curvas, o quadro de fibra de carbono melhora o desempenho em até 15%. “Não nos focamos em limitações, apenas em criar a melhor bike de todos os tempos”, afirma o designer Brad Paquin.
Reprodução Internet

Audi Duo
Com estilo retrô, o quadro foi desenvolvido artesanalmente pela Renovo, empresa norte-americana especializada em bicicletas de madeira. A Audi garante que o material torna a bike mais resistente aos impactos, além de ser mais leve que as concorrentes de alumínio. O preço fica entre R$ 11 mil e R$ 12.500, incluindo freios a disco, itens de fibra de carbono e até faróis de led, como nos carros da marca alemã.
internet

BMW M
Se a grana não permite um BMW M3 na garagem, ao menos você pode trocar seu popular por essa bicicleta. Desenvolvida pela divisão de esportivos da marca, ela pesa pouco mais de 7 kg e tem 28 marchas com transmissão Shimano. O quadro chama atenção pela fibra de carbono aparente. E o desempenho? Vai depender de suas pernas.
Reprodução Internet

Range Rover Evoque
A bike leva o nome do Land Rover mais ousado dos últimos tempos, o Range Rover Evoque. Fabricada pela Karbona, ela tem quadro de fibra de carbono e conta com aerodinâmica desenvolvida com técnicas vindas da Fórmula 1, para melhor performance em alta velocidade. As rodas são aro 27, enquanto a transmissão é Shimano de 20 marchas. O preço não foi divulgado, mas em se tratando de Range Rover

 

Fonte: Auto Esporte